ANUNCIE AQUI 01

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 02

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 03

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 04

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 05

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

CONSULTE AQUI O SEU LOCAL DE VOTAÇÃO


As Eleições 2016 serão realizadas no próximo dia 2 de outubro em 5.568 municípios. Para eleger os próximos prefeitos e vereadores, milhões de eleitores irão votar nas milhares de seções eleitorais distribuídas por todo o Brasil. Mas você sabe onde votar?

No título de eleitor de cada cidadão, constam informações sobre a zona eleitoral e a seção onde ele vota. Entretanto, caso o eleitor não saiba o local ou tenha perdido o título, pode fazer a consulta diretamente no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para saber o número do título, da zona eleitoral e também o endereço da seção de votação.

Para ter acesso à ferramenta, basta entrar no Portal do TSE e clicar na seção “Eleitor” > “Mais serviços aos eleitores” > “Título e local de votação”, ou clicar neste link.

No site, a consulta ao local de votação pode ser realizada pelo nome do eleitor ou número do título eleitoral. Em ambos os casos, o eleitor deve informar também a data de nascimento, o nome da mãe e o código de segurança. A consulta somente será possível se não houver divergência entre os dados informados e aqueles registrados no Cadastro Eleitoral e se todos os campos do formulário forem preenchidos. É possível imprimir o resultado da pesquisa.



As Conseqüências da Compra do Voto, cordel de Francisco Diniz


Quem negocia seu voto
Prega a corrupção, 
Não pode exigir depois
Nenhuma pequena ação
Daquele seu candidato 
Que escolheu na eleição. 

Aquele que vende o voto
Sem saber faz aumentar
A injustiça social,
Pois não pode nem cobrar
Trabalho do candidato 
Depois que este ganhar.

O crápula que compra votos
Do povo não quer saber, 
O que ele pretende mesmo
É adquirir o poder 
Pra roubar dinheiro público
E assim enriquecer.
01

O triste que compra voto
Não tem nenhum compromisso
Com saúde, educação 
Nem quer saber se há serviço
Pro homem trabalhador
Da favela ou do cortiço.

Cidadão que vende o voto
Por carência ou ingenuidade
É vítima dos poderosos,
Que vêm com ar de bondade,
Disfarçados de cordeiros
Pra esconder toda maldade.

Quem oferece seu voto
Em troca de uma vantagem
Contribui para aumentar 
O capitalismo selvagem
Que instalou-se em nosso meio
E é pai da politicagem. 
02

Por isso meu caro amigo
Preste muita atenção, 
No dia que for votar
Não se leve por emoção, 
Escolha quem é honesto,
Quem ao pobre dá razão. 

Quando escolher candidato
Veja bem o seu passado:
Se lutava pelo pobre,
Denunciava o errado,
Se nunca aceita propina, 
Se parece equilibrado.

É preciso estar atento 
Pra não cair em cilada,
Pois de político esperto
A rua está tomada, 
Portanto pense, analise 
O que diz o camarada.
03

Desconfie quando o sujeito
Em tempo de eleição 
De repente fica simples, 
Vai logo dando-lhe a mão, 
Pondo no colo criança 
Dizendo cheio de esperança:
É o futuro da nação!

Cuidado com o camarada 
Que só vive garantindo 
Resolver todo problema, 
Que diz nunca está mentindo, 
Que dá tapinha nas costas, 
Chamando amigo nas portas 
E que só vive sorrindo.

Não se engane com o político
Que vive a prometer 
Emprego e vida fácil 
Depois que ele se eleger, 
Isso é conversa pra trouxa 
Que não tem o que fazer. 
04

Não deixe o seu lugar 
Ser chamado de banal 
E não ser reconhecido 
Por curral eleitoral 
Como quem usa cabresto, 
Pois ninguém é animal. 

Não faça como José, 
Morador da Barra Funda, 
Que dizia: - O meu voto, 
O de Pretinha e Raimunda
É só pra quem tem dinheiro, 
Quem não pensar desse jeito 
Leva logo um pé na bunda. 

Não imite Severino, 
Que no dia da eleição 
Andava com os bolsos cheios
Achando-se com razão 
Para comprar todo o povo 
Que não tinha condição. 
05

Se assim você agir 
Com certeza vai sofrer 
As conseqüências depois, 
O sujeito vai querer 
Recuperar seu dinheiro 
Quando alcançar o poder. 

E logo não vai poder 
Fazer o que prometia 
E se você reclamar, 
Quiser uma benfeitoria 
Depressa ele vai falar: 
- Po'daqui se retirar 
Comprei seu voto, sabia? 

É triste a sina de quem 
Empresta ou vende o voto. 
Joaquim disse: - menino
Eu nunca que me importo 
Com essa tal corrupção 
Quem me pagar na eleição
Viro ateu ou devoto.
06

E chegou um candidato
Dirigiu-se a Joaquim: 
- Dou-lhe uma chapa novinha
Se você votar em mim, 
Compro a de baixo no pleito 
E a outra se eu for eleito 
Espero não ache ruim.

Veja só o constrangimento 
Desse ingênuo eleitor 
Ao saber que o candidato 
A eleição não ganhou, 
Pois ficou sem mastigar 
E muita gente zombou.

Há também quem compre voto 
Por um quilo de farinha, 
Por um par de alpargatas 
Ou até mesmo uma galinha 
Fazendo o povo objeto 
À noite ou de manhãzinha. 
07 

Só que todo o corrupto 
Age bem a qualquer hora, 
Oferece o que tiver, 
Mas cobra juro de mora 
Do povo quando eleito, 
Engana e não vai embora. 

Para que tudo isso mude 
O povo tem que agir 
Em busca de um mundo novo, 
Solução é construir 
A nossa independência 
E sabendo com freqüência 
Político sério exigir. 

Não é fácil a tarefa, 
Mas precisamos tentar 
Porque a corrupção 
Está em todo lugar, 
Para ter um mundo honesto
Fuja de político esperto
E não se venda ao votar!
FIM

MENSAGEM DE UM COLABORADOR DO REBELDE SOLITÁRIO










ATENÇÃO,  ATENÇÃO.
JUSTIÇA ELEITORAL DE SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO.

UMA MATÉRIA NO BLOG REBELDE SOLITÁRIO DIZ O QUE É PERMITIDO E O QUE NÃO É PERMITIDO NO DIA 02 DE OUTUBRO DE 2016.

MAIS A DONA MARIA JOSÉ CARVALHO ESPOSA DO ATUAL PREFEITO, COORDENADORA GERAL DA COLIGAÇÃO 45, NÃO RESPEITA A JUSTIÇA ELEITORAL DE NEM UMA FORMA, JÁ VAZOU, AGORA NA RETA FINAL  DA CAMPANHA ELEITORAL 2016, FOI DITO PELO ALGUÉM DA COORDENAÇÃO DO 45, QUE O BOTE DELA JÁ ESTÁ ARMADO, POIS ELA VAI DAR O BOTE, E EM DESRESPEITO A TUDO A TODOS.

O BOTE É A COMPRA DE VOTOS, O BOTE É A COMPRA DE VOTOS , E É DE TODO PREÇO. É NA ZONA RURAL, É NA ZONA URBANA, OS POVOADOS QUE ELA MAIS COMPRA VOTOS, É NA CLARIDADE, BEIRA MURCHA, OLHO D’ÁGUA DOS GRILOS, NOVA VIDA, E A ESTRATÉGIA DE TUDO, É NA SUBPREFEITURA DE SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO, QUE FICA NA RUA MANOEL ALVES DE ABREU-BACABAL-MA, QUE AGORA É O COMITÊ DO 45.

ATENÇÃO,  ATENÇÃO.
JUSTIÇA ELEITORAL DE SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO.

ATENÇÃO,  ATENÇÃO.
JUSTIÇA ELEITORAL DE SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO.  .  .  .  .  .  .


DENÚNCIA: Em São Luís Gonzaga do Maranhão, dona de casa tem benefício cortado por não querer votar no candidato a prefeito Neto Fortes


Por volta das 13h00 desta terça-feira (20), a senhora Rosinete Rodrigues Vieira, procurou o gabinete da Promotoria de Justiça da Comarca de São Luís Gonzaga do Maranhão, onde indignada relatou a falta de respeito e o abuso de poder que foi realizado em desfavor dela.

De acordo com os relatos no termo de declaração, ela teria sido procurada por três mulheres, Vanessa Fortes, esposa do candidato a prefeito Neto Fortes, Shirlene, Secretária Municipal de Assistência Social, e outra mulher identificada como Concita.

Elas pediram que a senhora Rosinete, no próximo dia 02 de outubro votasse no candidato Neto Fortes, porém, ela respondeu que não tem nada contra o candidato, mas que não irá votar a favor dele.

Perseguição política e abuso de poder.

A denunciante declarou ainda, que logo no dia seguinte foi surpreendida por funcionários da Secretaria de Assistência Social, devidamente fardados, sob alegação de que estariam fazendo uma fiscalização do cadastro do Bolsa Família, momento em que comunicaram que ela teria o benefício “cortado”, já que o Ministério Público teria informado a situação “irregular” à Secretaria Municipal de Assistência Social.

Não resta outra explicação se não for perseguição política, vivemos em um país democrático ou pelo menos é o que pensamos, onde já se viu só porque fulano não vota em beltrano vai ser perseguido e até prejudicado, é preciso que o Ministério Público que já foi informado tome medidas urgentes, isso não pode mais ocorrer de forma alguma à época do coronelismo já acabou faz tempo” relatou uma fonte do Blog.


Duelo entre Maria José e Luiz Gonzaga dificulta ainda mais eleição de Neto Fortes


O clima na campanha do candidato do prefeito não anda nada bem, fonte do Blog nos arfimou que o duelo entre Maria José e Luiz Gonzaga tem deixado Neto Fortes preocupado e numa situação bastante difícil.
A família Carvalho em nome da ex prefeita Maria José tem sido a principal fonte de recursos da  campanha de Neto e por isso está impondo que o ex prefeito Luiz Gonzaga não apareça na campanha do irmão, isso tem dado o que falar.
Luiz Gonzaga, o famoso Gonzaguinha, tem um péssimo histórico político, assim como a ex prefeita Maria José, marcado por contas rejeitadas e prisões. O mesmo fica furioso pois a família Carvalho quer elimina - lo da campanha do irmão por conta do mesmo ter se tornado o pior prefeito da história de São Luis Gonzaga.
Já estão anunciando o comício de encerramento do candidato Neto Fortes e o povo quer saber se Luiz Gonzaga vai subir ou não no palanque do irmão. A fonte afirma que a ex prefeita bateu no peito e disse: " Eu mostro para Luiz Gonzaga se ele sobe no palanque de Neto ".
E aí, Neto vai ficar com o irmão ou com os Carvalhos? Veremos no dia 25 na Praça da Bandeira quem é quem no jogo do bicho.

Nota de utilidade pública


A já visto que em nossa cidade tudo se envolve a política partidária, e como funcionário da CAEMA mesmo estando em gozo de férias,  estou sendo obrigado vir a público. Por meio desse blog do qual  sou proprietário da explicações sobre o motivo da falta d’água em algumas ruas da cidade. Eu acho porque sou simpatizante do grupo político que leva o número 12, existe aí uma meia dúzia de imbecis que se fazem de desentendidos naturalmente puxa saco do prefeito, que andam espalhando que sou eu que estou queimando as bombas  para atrapalhar a campanha política do grupo 45. Grupo do prefeito. Negativo, eu não posso queimar bomba nenhuma e se pudesse, não queimaria bomba, queimaria sim, a cara do prefeito por abandonar o município sem água sem saúde enfim, sem responsabilidade com a coisa pública, isso é o que se vê em todo território gonzaguense. Um outro   agravante principal motivo para a queima  dos equipamentos, não só da CAEMA mas também residências, é a péssima qualidade da energia elétrica que é fornecida pela concessionária no caso acho que é a CEMAR. Isso também é de responsabilidade da gestão municipal exigir para seu município uma energia elétrica de boa qualidade.               

O QUE É PERMITIDO, O QUE NÃO É PERMITIDO NO DIA DA ELEIÇÃO 2016, DIA 02 DE OUTUBRO



O dia da eleição é o dia mais emblemático em todo o processo eleitoral – mas não o único que importa: lembre-se de que, tanto quanto ir às urnas, é fundamental procurar informações sobre os candidatos antes e, ainda mais especialmente, acompanhar o mandato dos eleitos.
– O dia da eleição é o dia do eleitor, exclusivamente. É o momento de refletir e fazer a melhor escolha para a sua cidade, por isso se impe-de a chamada boca de urna e uma série de atitudes, para que todos tenham liberdade para votar. Confira algumas regras que valem para o dia da eleição:
– É permitida a manifestação silenciosa e individual do eleitor, ou seja, qualquer cidadão pode ir votar usando bóton, adesivo ou camiseta do seu candidato.
– Não é permitido abordar pessoas para oferecer panfletos ou mesmo para falar sobre algum candidato. Isso é considerado boca de urna e pedido de voto.
– O transporte de eleitores em locais onde não haja transporte público deverá ser solicitado e feito pela Justiça Eleitoral. Nenhum candidato ou partido pode disponibilizar veículos para este fim.
– A lei seca pode ser aplicada ou não, de acordo com decisão da Polícia Militar de cada Estado. Em Santa Catarina, nas últimas eleições não foi aplicada a lei seca.
– Em caso de flagrante de irregularidade, denuncie ao presidente da mesa na própria seção, ao promotor ou juiz eleitoral para que as providências sejam tomadas.

SOBRE A CAMPANHA
Com a proximidade de mais uma eleição municipal, em 2 de outubro deste ano, a campanha bate forte na tecla da responsabilização do eleitor, convocando todos os cidadãos a refletirem sobre a maneira como encaram a política em suas cidades, no Estado e no país.
COLA ELEITORAL-ELEIÇÕES 2016
data as eleições 2016 todos já sabemos (dia 02 de outubro de 2016 o primeiro turno e 30 de outubro de 2016 o segundo turno), e como trata-se de eleições municipais, serão eleitos vereadores e prefeitos.
E apesar de serem poucos números, muitas pessoas preferem não confiar somente na memória, e com isso uma ótima ferramenta é a cola eleitoral, onde basta anotar o número dos candidatos em que irá votar e levar consigo no dia da eleição, e assim ficar tranquilo(a), sem correr o risco de esquecer o número do seu candidato a prefeito e vereador.
COLA PARA ELEIÇÕES 2016
A cola eleitoral, para quem você usar nas eleições municipais 2016. É o santinho propriamente falado com numero do candidato a vereador(a) e do candidato a Prefeito(a).

Saiba mais


IMAGEM DO DIA


O TRIBUNAL MANTÉM CONDENAÇÃO DE EX-PREFEITO DE SÃO LUÍS GONZAGA DO MARANHÃO


A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) votou de forma desfavorável à apelação do ex-prefeito do município de São Luís Gonzaga do Maranhão, Luiz Gonzaga Muniz Fortes Filho, e manteve decisão de primeira instância que o condenou por ato de improbidade pública.

Luiz Gonzaga foi alvo de ação civil proposta pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA), que apontou desaprovação de suas contas referentes ao exercício de 2005 pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), inclusive com responsabilização pessoal pelas irregularidades apresentadas, com a imputação de débito de R$ 3.033.568,44 milhões.

A sentença mantida, tomada anteriormente pela vara única da comarca, determinou a suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito por sete anos; proibição de contratar com o poder público por quatro anos; obrigação de reparar o dano causado ao erário; pagamento de multa civil no valor equivalente ao do prejuízo ao erário, além de pagamento das custas processuais.

Inconformado, o ex-prefeito apelou ao TJMA, alegando que não houve ato de improbidade, por não haver sido demonstrado dolo. Sustentou que não houve ausência de prestação de contas, mas mero atraso.
O desembargador José de Ribamar Castro (relator) disse que, da análise dos autos, verificou que, apesar de o ex-prefeito ter prestado contas ao TCE, elas foram reprovadas, por ausência de comprovação de despesas de R$ 3.033.568,44 dos recursos recebidos pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF). O relator citou, ainda, ausência de processos licitatórios e repasse ao Poder Legislativo de 9,31% da receita tributária do município – acima do limite máximo permitido, que é de 8%.

Castro prosseguiu, destacando que, quanto à necessidade de demonstração do dolo, a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) é firme no sentido de que, no caso do artigo 11 da Lei de Improbidade Administrativa, o elemento subjetivo necessário é o dolo eventual ou genérico de realizar conduta que atente contra os princípios da administração pública.

Os desembargadores Raimundo Barros Ricardo Duailibe também negaram provimento ao recurso do ex-prefeito, de acordo com parecer da Procuradoria Geral de Justiça.


GOVERNO DO MARANHÃO INAUGURA HOSPITAL REGIONAL DE BACABAL LAURA VASCONCELOS


O portal oficial do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), anuncia que o Hospital Regional Laura Vasconcelos será entregue no dia 15 de setembro de 2016, às 9h. A unidade beneficiará a população dos municípios de Bacabal, Altamira do Maranhão, Bom Lugar, Brejo de Areia, Conceição do Lago Açu, Lago Verde, Marajá do Sena, Olho d’Água das Cunhãs, Paulo Ramos, São Luiz Gonzaga do Maranhão e Vitorino Freire.

O Hospital Regional de Bacabal oferecerá atendimento em Clínica Médica, Cirúrgica e Ortopédica, Unidade de Terapia Intensiva Adulto, Enfermagem, Nutrição, Fisioterapia, Serviço Social e Psicologia. Também serão oferecidos à população serviços de apoio, diagnóstico e tratamento como Tomografia, Análises Clínicas, Exames de Radiologia, Ultrassonografia, Eletrocardiografia e Agência Transfusional.

Com 46 leitos de internação em clínica médica, cirúrgica e ortopédica, e 10 leitos de UTI adulto, o Hospital Laura Vasconcelos, fechado desde 2014, garantirá o acesso de pacientes adultos politraumatizados com atendimento qualificado de urgência e emergência.

Memoria ou Reconhecimento

Laura Guimarães Caldas de Vasconcelos nasceu em São Luís, em 18 de fevereiro de 1917. Formou-se em Medicina, em 1940, na Faculdade de Medicina Cirúrgica do Pará; em 1946 foi aprovada no Curso de Medicina Especializada em Educação Física; e registrou-se no Conselho Regional de Medicina no Maranhão em setembro de 1958. Laura Vasconcelos foi médica do primeiro posto de saúde de Bacabal. Filha de Renato Guimarães Caldas e de Benedita de Moraes Guimarães Caldas, a médica faleceu em 23 de dezembro de 1991.

Serviço

O QUÊ: Governo inaugura Hospital Regional de Bacabal;

QUANDO: Na quinta-feira (15), às 9h;

ONDE: No Hospital Regional Laura Vasconcelos – Rua Maranhão Sobrinho, s/n°, Centro – município de Bacabal;

CONTATO: Ascom SES (98) – Carolina Nahuz – 98431 7677 // (98) 98413 4404.


Em tempo: Para que o paciente seja atendido no Hospital Regional Laura Vasconcelos, primeiro tem que ser avaliado em uma unidade de saúde de sua cidade, e depois encaminhado para Bacabal e ou outra cidade, mais falando da saúde de São Luiz Gonzaga do Maranhão, a mesma deixa a desejar, motivo do desejar, essa atual administração. Que não está nem ai para a saúde do povo. 

ACABOU A NOVELA! Abandonado por todos Eduardo Cunha não é mais deputado


O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teve  o mandato cassado dia 12 de setembro de 2016. Foram 450 votos pela cassação, 10 contra e 9 abstenções.
O PMDB deu as costas para Eduardo Cunha que foi cassado por 450 votos a 10. Do blog do Josias de Souza.Cunha cai do cavalo sem tirar a mão do coldre:
Herói de sua própria ficção, Eduardo Cunha migrou da posição de Durango Kid, uma espécie de cowboy fora da lei da Câmara, para a condição de anão-político. Excluídas as ausências e as abstenções, restaram-lhe míseros 10 aliados. Empurrado pelos votos de 450 deputados, Cunha caiu do cavalo sem tirar a mão do coldre. (aqui, a íntegra da lista de votação) Na sua primeira entrevista como ex-deputado, distribuiu rajadas de insinuações. Levou à alça de mira inclusive o governo. Ao notar o timbre de ameaça, Michel Temer e seus auxiliares reagiram com estrondoso silêncio.
Cunha fez propaganda do livro que planeja escrever sobre os bastidores do impeachment. Anunciou que contará em detalhes as conversas secretas que manteve antes de levar Dilma Rousseff ao cadafalso. Uma repórter quis saber: Quando o senhor abriu o impeachment, conversou com Michel Temer, ele pediu para o senhor abrir? E Cunha, enigmático: “Leia o meu livro que você vai ver.”
Além de falar do impeachment, vai expor o que sabe de políticos?, indagou outro entrevistador. “Ao tempo em que eu for me lembrando de qualquer coisa, pode ficar tranquilo que eu falo com vocês”, respondeu Cunha, borrifando na atmosfera envenenada a ameaça de sofrer a qualquer momento surtos de indiscrição.
Estalando de pureza moral, Cunha voltou a protelar as suas culpas. “Eu cometi muitos erros, sou um ser humano. Mas não foram os meus erros que levaram à minha cassação. Fui vítima de uma vingança política perpetrada no meio do processo eleitoral.”
Sem exibir nenhuma dúvida ético-existencial, Cunha atribuiu a perda do seu mandato a uma aliança que o Planalto, já sob Temer, firmou com o PT e outras forças que apoiavam Dilma para acomodar na presidência da Câmara o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Citou nominalmente seu companheiro de PMDB fluminense Wellington Moreira Fanco, sogro de Maia e um dos mais chegados auxiliares de Temer.
De acordo com Cunha, o Planalto se meteu na disputa pela presidência da Câmara para derrotar o candidato que ele apoiava, Rogério Rosso (PSD-DF), e eleger Rodrigo Maia. Nessa versão, Moreira Franco, tachado de “eminência parda” do governo Temer, teria agido para favorecer o genro. “O sogro do presidente da Casa comandou uma articulação e fez com que fosse feita uma aliança com o PT. A minha cassação estava na pauta. Era óbvio que isso iria acontecer se fosse votado antes da eleição.”
Fará delação premiada? “Só faz delação quem é criminoso”, desdenhou Cunha. “Eu não sou criminoso, não tenho que fazer delação. Eu vou escrever o livro do impeachment. Vou contar, obviamente, tudo o que aconteceu no impeachment, diálogos com todos os personagens que conversaram. Esses serão tornados públicos na sua integralidade. Todos, todos, todos… Todo mundo que conversou comigo.”
Gravou as conversas?, cutucou um repórter. “Não, não. Eu tenho uma boa memória”, desconversou Cunha. “Eu não gravo conversa e não compactuo com quem grava conversa.”
Sem mandato, Cunha assistirá nos próximos dias à migração dos seus processos do foro privilegiado do STF para a primeira instância da Justiça Federal de Curitiba. Teme o juiz Sérgio Moro? “Não tenho que temer ninguém”, disse Cunha, tentando manter a pose. “Eu só temo a Deus”, acrescentou. “Eu me sinto inocente. Como inocente, vou me defender. O ônus da prova é de quem acusa.”
Acha que vai ser preso? “Não acho nada. A instrução dos meus processos já foi à fase de denúncia [da Procuradpria-Geral da Repúblia]. Eu vou responder, provavelmente em outro foro.”
O que pretende fazer agora? “Primeiro, vou procurar uma editora, para ver se consigo ter uma boa renda com o livro”, afirmou Cunha, que perdeu o mandato, não o faro para a pecúnia. “Depois, vou pensar no que vou fazer.” O livro já estava em seus planos. “Só que, agora, vou escrever mais rápido. Tenho mais tempo.”
Por ironia, Dilma Rousseff já informou aos amigos que também escreverá um livro sobre o impeachment. Graças à ajuda de Cunha, ela dispõe, igualmente, de muito tempo livre.

Saiba mais
Do G1 Brasília


ATENÇÃO, ATENÇÃO AUTORIDADES JUSTIÇA ELEITORAL. DENUNCIA...



REBELDE SOLITÁRIO DE OLHO NO POLÍTICO QUE NÃO RESPEITA A LEI ELEITORAL. Denuncia, A coligação do 45 de São Luis Gonzaga do Maranhão, que tem o seu candidato Neto Fortes, através de sua coordenadora geral dona Maria José Carvalho, está passando por cima da LEI 9504/97.

DENUNCIA >> Para colocar um CARTAZ, do candidato da coligação 45 na parede das casas, seja na Zona Urbana ou Zona Rural, varia de preço, tem casa que ela dar 100,00 reais, 200,00 reais, 300,00 reais. Para colocar uma CARTAZ.

DENUNCIA >> Na subprefeitura de São Luis Gonzaga do Maranhão, que agora é um comité do 45, que fica em Bacabal-MA, na Rua Manoel Alves de Abreu-Bacabal-MA, existe um POSTO CLANDESTINO DE GASOLINA, é carros e mais carros na frente da SUBPREFEITURA DE SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO, com tambores cheios de gasolina, isso é um DEPOSITO CLANDESTINO DE COMBUSTIVEL,  é VERDADE, pois a ANP proíbe combustível em vasilhames improvisados. 

Saiba mais
* Parar o carro na rua por falta de combustível é infração média, punida com quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa;

* Os sacos plásticos que estão proibidos têm bico que pode ser introduzido no tanque do carro, impedem o derramamento do líquido e o contato com a pele além de serem de fácil armazenamento. Custo R$ 2;

* A ABNT é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro. É uma entidade privada, sem fins lucrativos e tem poder para autuação em caso de irregularidades.


L ETAPE BRASIL: o maior evento de ciclismo do Brasil


E a cidade de Bacabal-MA, vai está presente no evento, os Ciclistas bacabalenses  Jonilson, Cleiber, Neurivan e Kairo. vão participar do maior evento de ciclismo do Brasil.

Na cidade de Cunha no estado de SP. Dia 18 de Setembro de 2016, na imagem da direita para a esquerda o segundo é Neurivan Lustoza.Ciclista. Gerente Comercial da Casa do Produtor Rural-Bacabal-Maranhão.

Os ciclistas. Jonilson, Cleiber, Neurivan e Kairo, suas inscrições já foram feitas e confirmadas, e estão com um cartão magnético, prova das suas inscrições.

Boa sorte aos ciclistas bacababalenses, que vão participar do L  ETAPE BRASIL.