ANUNCIE AQUI 01

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 02

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 03

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 04

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 05

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

Lava Jato: Homem que pagou propina a Roseana Sarney se entrega à Polícia Federal

14328101
Negromonte teria entregue R$ 300 mil à governadora Roseana Sarney para facilitar o pagamento de precatórios da Constran.
Último foragido da Polícia Federal (PF) na sétima fase da Operação Lava-Jato, Adarico Negromonte Filho se entregou à Polícia Federal (PF) em Curitiba por volta das 11h15 desta segunda-feira.
Suspeito de ser um dos “portadores” do doleiro Alberto Youssef, Negromonte é um dos 25 investigados pela operação e estava foragido desde o último dia 14, quando sua prisão foi determinada.
De acordo com as investigações, o irmão do ministro das Cidades, Mário Negromonte, levava dinheiro do escritório do doleiro em São Paulo até os agentes públicos e partidos políticos supostamente envolvidos em esquema de cartel, corrupção e superfaturamento na Petrobras.
Em depoimento à Polícia Federal, a contadora Meire Poza revelou que Adarico pagou R$ 300 mil à governadora Roseana Sarney, referentes a uma das parcelas dos R$ 6 milhões em propina negociados com membros do alto escalão do governo do Maranhão para a antecipação do precatório de R$ 120 milhões que beneficiava Yousseff e o empreiteiro Ricardo Pessoa – presidente da UTC/Constran.
O investigado chegou de táxi à Polícia Federal, acompanhado pela advogada que o representa, Joyce Rosen. Os dois entraram no prédio da Superintendência da PF sem dar entrevista.
Com informações do Valor Econômico

Do: http://marrapa.com

“Vamos buscar ressarcimento em obras mal acabadas”, avisa Flávio Dino

maxresdefault
Em postagem nas redes sociais, o governador eleito do Maranhão mandou recado a empresários e construtoras contratadas pelo atual governo para executar obras de infraestrutura.
“Um alerta às empresas contratadas pelo governo: vamos buscar ressarcimento em casos de obras mal executadas, por pressa ou outras razões. Quem trabalha corretamente será respeitado. Quem for cúmplice ou agente de malfeitos pode ter certeza de que a lei será cumprida”, avisou.
Flávio Dino (PCdoB) talvez se refira ao andamento de obras como a Avenida do Quarto Centenário ou a 2ª etapa da Via Expressa, executadas às pressas para serem inauguradas antes do final do mandato de Roseana Sarney (PMDB).
Um outro caso é o do Espigão Costeiro, elaborado para valorizar os arredores dos quatro luxuosos apartamentos adquiridos pela família Sarney no Edifício Murano, na Ponta da Areia. Com pouco mais de quinze dias de inaugurada, a obra de quase R$ 35 milhões apresenta falhas estruturais e já está comprometida pelo acúmulo de areia.
Sem falar nos milhares de quilômetros de estradas que derreteram nas primeiras chuvas, executada a toque de caixa por empreiteiras ligadas ao clã, na tentativa frustrada de viabilizar a candidatura de Luís Fernando Silva a governador do estado.
O recado está dado.

Do: http://marrapa.com/

Foragido que pagou propina a Roseana Sarney vai se entregar à Polícia Federal

O Globo, com edição.
Em depoimento à CPI, ex-contadora de Youssef revelou que Adarico pagou parcela de propina à governadora Roseana Sarney.
Em depoimento à CPI, Meire Poza, ex-contadora de Youssef revelou que Adarico pagou parcela de propina à governadora Roseana Sarney.
Adarico Negromonte Filho, irmão mais velho do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte, apontado pela Polícia Federal como o último foragido na Operação Lava-Jato, deve ser apresentar na Superintendência da PF entre segunda-feira e terça-feira, segundo informou a advogada Joyce Roysen. A defesa entrou com um pedido de revogação da prisão temporária de Adarico Negromonte.
Adarico trabalhava para o doleiro Alberto Youssef e, segundo a PF, sua função era entregar dinheiro a políticos. Ele teve a prisão decretada pela Justiça Federal do Paraná na semana passada. – Como o prazo vence só na segunda, eu imagino que entre segunda e terça deve haver uma decisão – disse a advogada.
Em depoimento à PF, a contadora Meire Poza, também funcionária de Youssef, revelou que Adarico pagou uma das parcelas da propina da Constran à governadora Roseana Sarney. O valor foi de R$ 300 mil. A pessoa que recebeu o dinheiro teria reclamado da quantia e consultado Roseana se o montante deveria ser recebido.

Do: marrapa.com

MATADOURO PÚBLICO DE BACABAL JÁ ESTÁ QUASE PRONTO


O matadouro Público de Bacabal-MA que foi interditado por determinação do Ministério Público e Vigilância Sanitária o Matadouro do Município de Bacabal-MA deve ser reaberto nos próximos dias.

Com problemas seculares e operando à décadas em condições  insalubres, o Matadouro Municipal foi todo reformado e será entregue aos marchantes nos próximos dias.

Além das lagoas de decantação, toda a estrutura física do prédio recebeu melhorias. A área externa recebeu pavimentação asfáltica e também foram adquiridos equipamentos novos para serem utilizados no abate dos animais.

E agora para ser reaberto, o Matadouro Público que foi interditado por determinação do Ministério Publico e Vigilância Sanitária, só depende agora de determinação ou autorização, do Ministério Público e Vigilância Sanitária, para que o mesmo volte a funcionar normalmente.

O certo é que o Matadouro do Município de Bacabal-MA deve ser reaberto nos próximos dias, que é localizado na Rua Djalma Dutra-Babacal-MA.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Bacabal-MA
Edmilson Moura.

Armadilhas para pedestres desatentos.






Estas imagens são de alguns dos muitos buracos e bueiros sem proteção ou tampas que existe em nossas avenidas, e por falta de compreensão ou maldade as pessoas aproveitam para jogar lixo. Como foi dito, que serve como armadilha, inúmeras pessoas já caíram dentro desses bueiros aja visto que esses ficam em volta do mercado onde tem feira aos domingos, e aglomera muita gente, e ai está o perigo.  A verdade é que o gestor municipal, só trabalha com dinheiro de convenho, e via de regra, não conclui as obras. Vejamos, o matadouro está por terminar, a mesma coisa é o campo de futebol, a creche também está pela metade, e o mais ridículo é que todos já foram inaugurados, isso sem falar nas dezenas de poços artesianos só perfurados e abandonados dentro do mato pelas localidades do município. A nossa administração, é somente fechada e nada mais. 

A ENTREVISTA DE FLÁVIO DINO NA TV CULTURA


O governador eleito, Flávio Dino, foi entrevistado dia 17 de novembro de 2014 no programa Roda Viva. O programa, um dos mais conceituados no jornalismo brasileiro, é apresentado na TV Cultura.

Flávio Dino disse que irá trabalhar para instaurar a universalização de direitos e um ciclo de prosperidade no Estado.

“Vamos alavancar um ciclo de prosperidade para todos, trabalhando desde o primeiro dia para melhorar a vida das pessoas”, disse o governador eleito ao relembrar as 65 propostas que compõem seu Programa de Governo, apresentadas ao povo do Maranhão ao longo de toda a campanha eleitoral.

Falando sobre o aspecto econômico do Maranhão, Flávio Dino disse que é necessário expandir o mercado interno com a consolidação das atividades econômicas já existentes e criando condições para que novos investimentos cheguem ao Estado.

“Nosso papel é garantir um ambiente favorável a quem investe no Estado”, lembrando que a proposta é separar o público do privado, e promover a instalação de um ambiente institucional que priorize o livre mercado.

A defesa das riquezas do Maranhão e sua distribuição entre todos os maranhenses sempre foi proposta por Flávio Dino ao falar de um novo modelo de desenvolvimento para o Estado. Segundo ele, mapear e investir nas cadeias produtivas reais do Maranhão seriam o cerne do vetor de desenvolvimento industrial do Estado.

“Precisamos ativar novas cadeias produtivas, fazer investimentos nas cadeias produtivas existentes e desenvolver o mercado do nosso estado, aproveitando os recursos naturais que temos e as condições pré-existentes para o desenvolvimento”, disse ele durante a entrevista.


Edmilson Moura.

Continuação da meia sola






Por vezes o preguiçoso trabalha mais que o trabalhador. Ou seja, o prefeito mandou sinalizar as avenidas por cima do asfalto vencido, e agora está mandando arrancar para remendar. Isso por falta de planejamento e principalmente falta de responsabilidade com o dinheiro do povo, é o adágio popular, quem atira com a pólvora alheia, não toma chegada.  É realmente um serviço imundo, estão espalhando o asfalto manualmente e enquanto ainda mole carros e motos passam por cima e ficam as bitolas realmente serviço de mal gosto.    

Meia sola de quinta categoria.







Botando o cru em cima do cozido, ou seja, o prefeito deixou para sinalizar as ruas, depois  que as mesmas  estão precisando é de serem asfaltadas, porque a gororoba que foi posta há poucos dias atrás, de tão péssima qualidade, que já estragou quase todo. E como o prefeito não anda aqui, tudo indica que foram dizer a ele a imoralidade que estava ficando, naturalmente ele se envergonhou e está mandando retocar onde a coisa está mais critica, e isso já dada como pronto, o retorno seguindo a Rua M.C. Branco que vemos nas imagens. Alô senhor prefeito, vamos gastar o dinheiro do povo com as coisas do povo, tenha cuidado, evite a PF em suas pegadas. Porque em nosso município existe evidencias cristalinas de lavagem de dinheiro público.           

O NOVO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO

DEU NO ESTADO MAIOR.

As indicações do futuro do novo governador eleito Flávio Dino para a sua equipe de governo mostram que ele dividiu o corpo de auxiliares em três grupos distintos.
Mas, independentemente do grupo ao qual pertença o indicado, pesou na escolha a preferência pessoal do governador, que exerceu poder de veto em todas as pastas.
São os seguintes os grupos que formarão o futuro governo:
Grupo pessoal ou dos amigos: encabeçado pelo futuro chefe da Articulação Política, este grupo tem aqueles com o quais Flávio Dino e relaciona mais intimamente. São os amigos de saída com a família ou o que visitam sua casa. Nele estão a chefe de gabinete Lene Rodrigues; o secretário de Segurança Jefferson Portela; o dos Direitos Humanos Chico Gonçalves e o novo diretor do Detran, Antonio Nunes.
Grupo dos operadores de campanha: neste grupo estão aqueles que desenvolveram importantes missões durante a campanha eleitoral. Fazem parte Rodrigo Lago, que vai para a Secretaria de Transparência e Clayton Noleto, futuro chefe da Sinfra.
O grupo dos aliados políticos é o maior, encabeçado pelo chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, pelos deputados Simplício Araújo (Indústria e Comércio), Neto Evangelista (Sedes), Bira do Pindaré (Sectec) e Telma Moura, chefe do Cerimonial. Compõem ainda o grupo dos aliados Julião Amin, que vai para a Secretaria de Trabalho e Ester Marques, secretária de Cultura.
No grupo das indicações de iniciativa privada estão os futuros titulares das Saúde, Marcos Pacheco; Flávia Alexandrina, das Cidades e Ted Lago, que comandará o Porto do Itaqui.
Por fim, há o grupo dos técnicos, encabeçado por Felipe Camarão, da Semad e formado por Rodrigo Maia (Meio Ambiente), Robson Paz (Comunicação), Elisângela Cardoso (Funac) e Artur Cabral, da Secretaria de Transportes.
E é com estes grupos – que se completarão ao longo das próximas semanas, que Flávio Dino pretende comandar os destinos do Maranhão pelos próximos quatro anos.

Edmilson Moura.

Exclusivo: Polícia Federal prende dono de empreiteira acusada de pagar propina a Roseana Sarney

457023-970x600-1
Em mais uma fase da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu o presidente da UTC/ Constran, o baiano Ricardo Pessoa, na manhã desta sexta-feira (14), de acordo com informações da Folha. A empresa é investigada por pagar propina para obtenção de obras da Petrobras no Rio de Janeiro e em Pernambuco.
Ricardo Pessoa foi quem pediu ao doleiro Alberto Youssef – preso em São Luís quando trocava malas de dinheiro com servidores do governo do Maranhão –  que subornasse a governadora Roseana Sarney com a quantia de R$ 6 milhões. Em troca, a UTC/ Constran furaria a fila de pagamentos judiciais e receberia, antecipadamente, R$ 120 milhões em precatórios, que são dívidas de governos reconhecidas pela Justiça. Por ter negociado o acordo, Youssef receberia R$ 12 milhões. Pessoa também é sócio do doleiro Alberto Youssef em hotéis. O diretor financeiro da construtora também foi preso.
Nesta sétima fase da operação, a PF cumpre, no total, 27 mandados de prisão em 11 empreiteiras. Ao todo, 300 policiais participam da ação, que acontece em São Paulo, Paraná, Rio, Pernambuco, Minas Gerais e no Distrito Federal. Entre os presos, está o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque. Também foram detidos o presidente da Engevix, Cristiano Kok, e um de seus vice-presidentes, Gerson Almada. Um terceiro executivo da empresa que teve a prisão decretada está no exterior.
A PF também realiza buscas na Camargo Corrêa, uma das empresas investigadas por suposto pagamento suborno a ex-diretores para obter contratos da estatal. A empreiteira lidera o consócio CNCC, responsável pela construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco. A operação também realiza buscas nas empreiteiras OAS, Queiroz Galvão, Engevix, Mendes Júnior, Galvão Engenharia e Iesa. Informações não oficiais dão conta de que Leo Pinheiro, vice-presidente da OAS, também foi preso.
Com informação da Folha e do sítio do Jornal Pequeno.

Do: http://marrapa.com/


Na imagem ai os servidores em frente ao Fórum da Comarca de Bacabal-MA. Em resposta ao que consideram um descaso da administração do Tribunal de Justiça do Maranhão com os direitos da categoria, os servidores do judiciário maranhense retornaram, nesta quinta-feira dia 13 de novembro de 2014, assegurados por lei e decisões judiciais, à greve geral.
Nesse sentido, e de acordo com carta aberta dos trabalhadores do judiciário à população maranhense, destacam-se a falta do cumprimento integral da decisão do Supremo Tribunal Federal – STF, que garantiu o direito aos servidores filiados ao Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Maranhão - Sindjus/MA à correção de seus vencimentos pelo índice de 21,7%, após oito anos de luta da categoria.

O Tribunal de Justiça alega falta de recursos orçamentários para cumprir integralmente a decisão do STF. Mas, por outro lado, a atual administração do Judiciário tem assegurado o atendimento das demandas remuneratórias dos magistrados, mesmo aquelas sem expressa previsão no orçamento.

A greve da categoria é também porque o TJMA não garante, até o momento, o pagamento das Perdas Inflacionárias de 2013 aos servidores. Apesar da lei de iniciativa do Tribunal já ter sido aprovada e promulgada, garantindo esse direito com recursos orçamentários próprios. Assim como a fixação do dia 01º de Janeiro como Data Base para a revisão anual dos vencimentos da categoria.

A greve ainda é pelo fim do assédio moral sofrido diariamente por servidores no Poder Judiciário, o que tem levado em muitos casos ao afastamento do servidor do seu trabalho, por este não ter mais condições psicológicas de continuar prestando o atendimento necessário à população. Atualmente, são precárias as condições de trabalho enfrentadas pelos servidores no Poder Judiciário, como a falta de material de expediente, material higiênico, problemas estruturais nos fóruns, prejudicando o atendimento aos advogados e à população em geral.  Além disso, os servidores repudiam a proposta de pagamento de auxílio alimentação para servidores e magistrados em valor desigual.

Durante a paralisação, os servidores manterão em funcionamento apenas os plantões judiciais para cumprimento das decisões liminares que envolvam o direito à liberdade, à saúde e à vida, à proteção da criança do adolescente e ao cumprimento da Lei Maria da Penha.

O movimento paredista só será suspenso em  caso do cumprimento do pagamento dos retroativos da Ação dos 21,7%, cujos recursos já estão assegurados pelo Governo do Estado para cumprimento pelo Tribunal de Justiça da decisão obtida pelo Sindjus-MA no Supremo Tribunal de Federal, e com a garantia do pagamento das perdas inflacionárias da categoria, na forma da Lei 10.156/214.

Por todas essas razões, os trabalhadores do Judiciário pedem apoio da população à greve geral da categoria, bem como à sua luta pela realização de rigorosa auditoria do Conselho Nacional de Justiça na administração financeira do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Fonte: Blog do Sergio Matias
Edmilson Moura.

DISSE A AGENTE“VOU ATÉ O TRIBUNAL DE DEUS SE FOR PRECISO”DIZ AGENTE QUE PAROU JUIZ


A agente de trânsito Luciana Tamborini que parou magistrado em blitz, por estar sem habilitação. O Tribunal de Justiça manteve condenação dela por dizer que 'juiz não é Deus'.

A agente da Lei Seca Luciana Tamborini – condenada a indenizar um juiz após multá-lo em uma blitz – afirmou que vai recorrer “até ao tribunal de Deus” para reverter a decisão desta quarta-feira dia 12 de novembro de 2014. Por unanimidade, a 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve as decisões do desembargador José Carlos Paes e da 1ª instância, assinada pela juíza Andrea Quintella, que condenaram Luciana Silva Tamburini a pagar indenização por danos morais de R$ 5 mil ao juiz João Carlos de Souza Correa, parado por ela numa blitz da Lei Seca em 2011.

A Câmara se reuniu na tarde desta quarta-feira dia 12 de novembro de 2014 para confirmar ou rejeitar a decisão do desembargador, que já havia mantido a decisão de 1ª instância.

Em entrevista ao G1, Luciana disse que vai lutar até o fim para reverter a decisão. "A 14ª Câmara do Rio rasgou a Constituição. Acho que o corporativismo é da 14ª Câmara. Eles só perdem mais crédito na sociedade. Vou até o tribunal de Deus se for preciso”, disse Luciana.

A agente da Lei Seca ainda não se reuniu com sua advogada para articular seu recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que o caso seja julgado em 3ª instância. Apesar de dizer estar inconformada, Luciana disse que vai manter sua conduta no trabalho.
"Como cidadã fiquei muito decepcionada. É melhor colocar uma emenda na Constituição que juiz não pode ser multado, pode humilhar, pode ofender. Se eu sou fiscal da lei vou cumprir”, afirmou.

Justiça diz que agente foi debochada

A blitz da Lei Seca ocorreu na Rua Bartolomeu Mitre, no Leblon, na Zona Sul, em fevereiro de 2011. O juiz João Carlos de Souza Correa conduzia um Land Rover sem placas e não tinha carteira de habilitação. Luciana Silva Tamburini, na condição de agente de trânsito, informou que o veículo teria de ser apreendido e levado a um pátio público. O juiz, por sua vez, exigiu que o carro fosse levado para uma delegacia. Ambos acabaram sendo levados para a 14ª DP (Leblon), onde o caso foi registrado. A agente teria dito, na ocasião, que "juiz não é Deus".

O juiz alegou que a agente Luciana foi debochada. Ela, por sua vez, disse que o magistrado agiu com abuso de autoridade. Durante a discussão na abordagem, Luciana disse ao magistrado “Você é juiz, mas não é Deus”. O juiz retrucou dizendo: “Cuidado que posso te prender”. Então, a agente falou: “prende”.

A decisão em 1ª instância, da juíza Andrea Quintella, entendeu que Luciana Tamborini expôs o juiz João Carlos de Souza Correa ao "ridículo", ao afirmar que "juiz não é Deus". Leia trecho da sentença abaixo.

"Questionar o reconvinte [juiz] acerca do seu conhecimento, ou melhor, desconhecimento sobre a lei tem apenas um objetivo: expô-lo ao ridículo. Afirmar que o reconvinte não é Deus revela clara intenção de deboche. A reconvinda [agente da Lei Seca] perdeu a razão ao ironizar o autor e repita-se as condutas de ambos estão perfeitamente comprovadas na ação pelos depoimentos das testemunhas e, ainda, não são negadas pelas partes", disse a juíza Andrea Quintella, que assina a decisão de 1ª instância do TJ-RJ.

Uma "vaquinha" foi feita na internet para ajudar Luciana a pagar a indenização, mas ela afirmou que, não só vai recorrer da condenação como vai doar todo o valor arrecadado. As contribuições terminaram na terça feira dia 11 de novembro de 2014 e devem chegar a R$ 40 mil (com mais de R$ 26 mil já pagos e outros R$ 14 mil prestes a serem depositados). Luciana pretende doar a quantia a vítimas de acidentes de trânsito.

Juiz é investigado

Na segunda-feira (10), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, afirmou que os juízes são pessoas comuns. "Esse é um caso concreto e eu não posso me pronunciar, porque, eventualmente, essa matéria poderá ser examinada pelo próprio Supremo Tribunal Federal. Mas eu quero dizer que o juiz é um homem comum. É um cidadão como outro qualquer", disse o ministro.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) analisa a conduta do juiz João Carlos de Souza Correa, no episódio em que o magistrado deu voz de prisão à agente de trânsito, após ser multado em uma blitz da Lei Seca no Rio de Janeiro, desde o dia 14 de outubro deste ano.

Luciana acionou a Justiça alegando ter sido ofendida durante exercício de sua função. Ao analisar o recurso, o desembargador José Carlos Paes alegou que “nada mais natural que, ao se identificar, o réu tenha informado à agente de trânsito de que era um juiz de Direito”, considerando assim que o juiz não agiu com a chamada “carteirada”, conforme alegou Luciana.

Fonte G1
Edmilson Moura.

CBF ALTERA FLAMENGO X CRICIÚMA PARA O CASTELÃO, EM SÃO LUÍS-MA


MUDANÇA OCORRE POR CAUSA DE ACORDO COMERCIAL ENTRE FERJ E A FMF; PARTIDA SERÁ REALIZADA NO DIA 23 DE NOVEMBRO, ÀS 17h00.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta quarta-feira dia 13 de novembro de 2014 a alteração de local do jogo Flamengo x Criciúma, pela 36ª rodada do Brasileirão, do Maracanã para o Castelão, em São Luís-MA. A partida será realizada no dia 23 de novembro de 2014, às 17h horário (de Brasília).

De acordo com a nota divulgada, a mudança ocorreu por causa de um acordo comercial da Federação do Rio de Janeiro com a Federação Maranhense de Futebol. Antes deste jogo, o Flamengo enfrenta o Atlético-MG e o Criciúma encara o Bahia, ambos na próxima quarta-feira.

Com 44 pontos, o Rubro-Negro é o 11º colocado, enquanto o Tigre catarinense é o lanterna do Brasileirão, com apenas 30 pontos.

Fonte GloboEsporte.com São Luís
Edmilson Moura.

IMAGEM DO DIA

SARNEY É FLAGADO DESENHANDO DURANTE SESSÃO NO SENADO

Sarney aproveita sessão para desenhar corpo de uma mulher, Sarney aproveita sessão para desenhar corpo de uma mulher enquanto colegas discursavam na tribuna, José Sarney (PMDB) resolveu aproveitar o momento de discurso de seus colegas na tribuna para por em prática seu lado desenhista. Isso durante a sessão, o senador foi flagrado desenhando o corpo de uma mulher. E sem saco o Senador José Sarney desenha corpo de mulher durante aprovação de MP importante no Senado.

Pois é o senador José Sarney (PMDB-AP), 84 anos, está cansado da política. Depois de desistir de concorrer a um novo mandato no Senado e ainda votar em Aécio no 2º turno das eleições presidenciais 2014, quando apoiava Dilma, ele foi flagrado nesta terça dia 11 de novembro de 2014 desenhando uma mulher durante a sessão do Senado. No momento em que ele estava desenhando, os senadores aprovavam a medida provisória que regulamenta o ingresso na carreira e a escolha do diretor-geral da Polícia Federal. A medida determina que somente delegados da PF de classe especial (último nível da carreira) podem assumir o cargo de diretor-geral da instituição.

Fonte: Folha São Paulo
Edmilson Moura.