ANUNCIE AQUI 01

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 02

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 03

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 04

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

ANUNCIE AQUI 05

ENTRE EM CONTATO COM A EQUIPE DO BLOG PELA A PAGINA CONTATO E ANUNCIE EM NOSSO SITE!

O blog a favor da coletividade.

Da serie mostrando o desgoverno Carvalho. Neste infecto local, é aonde funciona com extrema irresponsabilidade o matadouro público de nossa cidade. Estão aí duas vaca para serem abatidas no meio da noite.  Haja vista que esta área já é coberta pelas fezes de inúmeros animais que já foram abatidos aqui, os magarefes usam estas míseras  palhas de pimdovas para fingir que não estão colocando a carne encima do excremento, isso é uma imoralidade que vai para a conta da administração Carvalho.





O blog colaborando com o povo.

Da serie mostrando a imundice na qual os vendedores de frutas e verduras trabalham dentro. Ou seja, o esgoto passando à céu aberto por baixo de suas bancas na frente do mercado público como estamos vendo nas imagens. Um dos que depende desse local para sobreviver vendendo sua  mercadoria, desiludido que o prefeito nunca vai fazer nada em beneficio desse povo, decidiu gastar um pouco do que ganha e fez esse piso de cimento  para melhor receber seus clientes.  Alô senhor prefeito, nós o povo não merecemos tanto desleixo, e tanta  irresponsabilidade por parte de vossa administração.  







NO MARANHÃO MAIS DE 55 MIL ELEITORES PODEM TER TÍTULO CANCELADO


Os eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas últimas três eleições podem ter o título de eleitor cancelado.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, se um eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turno de uma mesma eleição, serão contadas duas eleições para efeito de cancelamento. Além disso, poderão ser computadas faltas às eleições municipais, eleições suplementares e referendos. Apenas não serão contabilizadas as eleições que tiverem sido anuladas por determinação da Justiça. Os eleitores no exercício do voto facultativo – menores de 18 anos, maiores de 70 anos e os analfabetos – não serão identificados nas relações de faltosos.

No Maranhão 55. 878 eleitores estão nessa condição. As cidades com maior número de eleitores que podem ter o título cancelado são Açailândia (1.064 eleitores), Bacabal (1.105 eleitores), Caxias (1.735 eleitores), Codó (2.196 eleitores), Imperatriz (2.517 eleitores) e Timon (1.340 eleitores).

Consequências

Quem não regularizar a situação do título eleitoral a tempo de evitar o cancelamento do registro poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição.

A irregularidade também pode gerar dificuldades para investidura e nomeação em concurso público, renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Como regularizar

Quem estiver nessa condição pode regularizar a situação comparecendo ao cartório eleitoral no período de 2 de março a 4 e maio. O eleitor deve levar um documento oficial com foto, titulo eleitoral e comprovantes de votação ou de justificativa eleitoral.

Com informações do TSE
Edmilson Moura

O blog colaborando com a comunidade.

Da serie mostrado os atoleiros no centro da cidade. Esse atoleiro é o de sempre, na entrada do Bairro do campo, ontem mesmo havia gente tralhando aí nesse local, entretanto hoje amanheceu atolando os veículos que por aí se ariscavam  a passar. Em se tratando da  administração Carvalho, acreditamos que o mal não é eterno.  

GUERREIRO JÚNIOR É O NOVO PRESIDENTE DO TRE-MA


O desembargador Dr. Antonio Guerreiro Júnior foi eleito, dia 25 de fevereiro de 2015, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA).

Dr. Guerreiro Júnior, que era vice-presidente do TRE-MA, assume o lugar do desembargador Froz Sobrinho.

O magistrado que já foi presidente do Tribunal de Justiça no biênio 2012-2013, agora terá a responsabilidade de comandar a Corte Eleitoral do Estado.

Nascido em São Luís, onde concluiu sua formação acadêmica, Guerreiro Júnior foi auxiliar de escritório do Tribunal de Justiça; diretor da Corregedoria Geral da Justiça; escrivão dos feitos da Fazenda Pública nesta capital e juiz de Direito aprovado em concurso público.

O magistrado também exerceu a magistratura junto às Comarcas de Guimarães, Cururupu, Cedral, Pinheiro, Turiaçu, Cândido Mendes, Itapecuru-Mirim, Vargem Grande, Chapadinha, Bacabal, Lago da Pedra, São Mateus, São Luís Gonzaga, Olho d´Água das Cunhãs, Vitorino Freire, Paulo Ramos, Altamira do Maranhão, Pio XII e São Luís.

Fora da Justiça, ele exerceu o cargo de presidente da Cooperativa dos Profissionais Autônomos do Maranhão, vice-presidente da Cooperativa de Livros dos Universitários, participando ativamente de todas as lutas pelo melhoramento do ensino superior.

O novo presidente do TRE-MA possui especialização em Direito Constitucional, Administrativo, Civil, Processual Civil, Tributário e Financeiro. Recebeu comendas de grande vulto na área jurídica, como as medalhas do Mérito Judiciário e Bento Moreira Lima, bem como os títulos de cidadania dos municípios de Itapecuru e Bacabal. Foi condecorado ainda com a Medalha Simão Estácio da Silveira, concedida pela Câmara Municipal de São Luís.

Edmilson Moura

Brasília descobre que o Maranhão agora tem um governador


Flávio Dino apresenta projeto ao secrertário nacional do PAC, Maurício Muniz
Ao contrário da ex-governadora Roseana Sarney que não descia do seu pedestal, o governador Flávio Dino arregaçou as mangas e faz desde a segunda-feira uma verdadeira peregrinação na Esplanada dos Ministérios em Brasília em busca de recursos para o Maranhão.
Uma atitude de governador que faltava ao nosso Estado, antes dependente dos interesses familiares e empresariais dos Sarneys, por onde de maneira enviesada conseguiam abrir as portas do governo Federal sem a necessidade da então governadora Roseana Sarney se dignificar a bater de porta em porta para defender o Maranhão.
Seria humilhante para a filha de um ex-presidente da República!
O resultado não poderia ser outro com o Maranhão relegado a favores políticos ao ex-senador Sarney, transformando-se  em um dos estados mais pobres da Federação.
Em dois dias, Flávio Dino visitou os ministérios da Educação, Integração Nacional, Relações Institucionais, Saúde, Casa Civil e o Banco Mundial.
Muitos dos funcionários dessas instituições nunca tinham visto um governador do Maranhão, e quando ouviam falar era sobre as denúncias de corrupção, como no caso do precatório da Constram e as propinas do doleiro Alberto Yousseff, preso pela Polícia Federal em um hotel em São Luís durante a Operação Lava Jato.
Soluções para infraestrutura logística e de produção para as diferentes regiões do estado estiveram na pauta de Flávio Dino em Brasília, com apresentações de projetos pelo próprio governador
A retomada dos projetos de produção e irrigação no Estado, por exemplo, foi o ponto central da reunião com a equipe técnica do Ministério da Integração Nacional., onde foi tratado a operacionalização dos diques da Baixada maranhense, que encontram-se paralisados a vários anos devido a inoperância do antigo regime.
A ida de Flávio Dino e  equipe à Brasília foi programada para destravar investimentos e garantir novos projetos em parceria com o governo Federal e entidades para que o Maranhão entre em um novo ciclo de desenvolvimento, tendo como matriz a busca pela Justiça social e o combate às desigualdades.
O Maranhão agora sim tem governo e um governador que trocou a pompa e as regalias e colocou os pés no chão para pessoalmente defender os interesses do estado em reuniões técnicas nos ministérios, sem a necessidade de encontros fechados nos gabinetes da Esplanada.
Essa é a diferença entre um  governo republicano, e um monarca que dominou o Maranhão por mais de 40 anos.

Do: http://marrapa.com

DEPUTADO DIZ CHAPÉU NÃO DESMORALIZA LEGISLATIVO


O suplente de deputado Fernando Furtado (PCdoB) MA, que assumiu mandato na segunda-feira dia 23 de fevereiro de 2015 no lugar do deputado licenciado Bira do Pindaré (PSB), afirmou a O Estado que defenderá no Parlamento os interesses da população de todo o estado, mas principalmente da Baixada Maranhense, de onde é natural. Furtado é líder sindical, dirigente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e ligado ao segmento dos pescadores.

De posicionamento firme e desenvoltura na fala, o parlamentar comunista afirmou estar consciente do seu papel na Assembleia Legislativa e chamou atenção pelo uso de chapéu, que fez lembrar o deputado Luiz Vila Nova, que marcou época no Parlamento na década de 80.

“Desde jovem, sempre gostei de usar, tanto chapéu, como os bonés. Para mim, é algo bastante natural. Por causa da pesca, eu e meu pai sempre utilizamos o chapéu para se proteger do sol, algo cultural mesmo, muito usual na região e não há nisso nenhuma intenção de desrespeitar ou desmoralizar a Assembleia”, disse.

Fonte: O Estado
Edmilson Moura

Roseana Sarney deve ser ouvida na Polícia sobre o caso Constran


Blog do John Cutrim – A ex-governadora Roseana Sarney deverá ser ouvida na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão a respeito do seu envolvimento no pagamento de um precatório milionário à Construtora Constran, depois de um acordo entre o Governo do Estado e a empreiteira.
Governadora-Roseana-SarneyO caso que envolve Roseana foi encaminhado à Justiça do Maranhão, pelo ministro Luís Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), para que todo o processo seja iniciado em primeira instância, já que a ex-governadora deixou de ter foro privilegiado a partir do encerramento do seu mandato. Distribuído para a 3ª Vara Criminal, em São Luís, que tem como titular o juiz José Gonçalo, como ainda não se trata de um processo, o caso foi encaminhado à Central de Inquéritos do TJMA, integrada pelos juízes Antônio Luiz de Almeida Silva, Osmar Gomes dos Santos e Cândido José Martins de Oliveira, além de três promotores de Justiça. Eles darão início ao processo solicitando a abertura de inquérito na Secretaria de Segurança Pública, para que inicie uma investigação sobre a citação da ex-governadora e de outros integrantes do governo no escândalo do precatório da Constran. Cabe à polícia marcar hora, local e expedir intimação para ouvir a ex-governadora maranhense.
Além de Roseana, prestarão depoimento na SSP os ex-secretários João Abreu (Casa Civil), João Bernardo Bringel (Planejamento), Helena Haickel (ex-procuradora Geral do Estado) e a assessora Graça Cutrim. Todos foram citados pelo doleiro Alberto Youssef em delação premiada na Justiça do Paraná.
Colhidos os depoimentos e concluído o inquérito, o caso retorna à 3ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça, que decidirá se inicia ou não a ação penal contra os citados, nesse caso, já na condição de réus.
O CASO
A Polícia Federal apurou que a então governadora Roseana Sarney recebeu R$ 900 mil do esquema de corrupção que tinha à frente o doleiro Alberto Youssef, preso pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, em 17 de março de 2014, no Hotel Luzeiros, em São Luís.
Segundo reportagem publicada na revista ‘Veja’, o dinheiro foi entregue em três parcelas de R$ 300 mil, por um dos “homens da mala” (entregadores de dinheiro) de Youssef, Rafael Ângulo Lopez, apelidado de “Véio”, para o ex-chefe da Casa Civil do governo maranhense João Guilherme Abreu, homem de confiança de Roseana Sarney.
O dinheiro faria parte de um acordo, firmado em setembro de 2013, entre o Governo do Maranhão e Alberto Youssef, para que Roseana liberasse o pagamento de um precatório (dívida pública) de R$ 120 milhões beneficiando a empresa UTC-Constran. O precatório se referia a um contrato, feito na metade da década de 1980, para serviços de terraplenagem e pavimentação da BR-230.
O Governo do Maranhão teria exigido R$ 6 milhões em propina para pagar o precatório. Youssef receberia R$ 12 milhões das construtoras, caso o acordo fosse cumprido. Dias depois do acordo, o precatório, que era o quinto na ordem de pagamentos de precatórios do governo maranhense, “furou a fila” e foi liberado em 24 parcelas.
Este caso do precatório da UTC-Constran e da suposta propina paga a Roseana Sarney já havia aparecido no começo da “Operação Lava Jato”, que investiga o escândalo do “petrolão” – pagamento de propinas a diretores da Petrobras e políticos, envolvendo doleiros. Na ocasião, em agosto de 2014, Roseana Sarney e o mesmo João Abreu também foram citados pela contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Bonfim da Silva Poza, em depoimentos à Polícia Federal e à CPMI da Petrobras.
Poza afirmou que uma das remessas da propina de R$ 6 milhões a Roseana foi levada, também ao Palácio dos Leões, em São Luís, por outro “mala” de Alberto Youssef, segundo a Polícia Federal: Adarico Negromonte, irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte. O valor foi de R$ 300 mil. A pessoa que recebeu o dinheiro teria reclamado da quantia e consultado a então governadora Roseana para saber se o montante deveria ser recebido. Após este rumoroso escândalo, Roseana desistiu de disputar a vaga ao Senado, conquistada por Roberto Rocha (PSB), nas urnas de 5 outubro de 2014.

Do: http://marrapa.com/

GOVERNADOR FLÁVIO DINO TEM MEDIDAS PROVISÓRIAS APROVADAS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA-MA


As primeiras medidas anunciadas por Flávio Dino no inicio da gestão, que pretendem garantir a transformação social no Maranhão, são aprovadas por maioria na Assembleia Legislativa, em sessão na tarde desta segunda-feira dia 23 de fevereiro de 2014. O aval dos deputados estaduais às Medidas Provisórias (MP) de nº 185, 186 e 187, que dispõem, respectivamente, sobre a representação judicial dos militares pela Procuradoria Geral do Estado, a criação da Secretaria de Transparência e Controle (STC) e a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), garante o cumprimento de mais três compromissos de campanha do governador Flávio Dino.

Voltada para a área de Segurança Pública, a MP n° 185 assegura que policiais civis, militares e bombeiros possam ser representados judicialmente pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). Na prática, os profissionais da área que responderem a ações judiciais em função da atividade profissional serão amparados pelo Estado.

O modelo proposto do Flávio é similar ao utilizado pela Advocacia Geral da União (AGU). Toda a regulamentação está sendo feita pelo órgão para que o amparo do Estado ocorra estritamente em casos referentes aos atos praticados no exercício de suas atribuições legais, constitucionais e fundamentadas no interesse público.

A proposição tem por finalidade fortalecer a segurança pública no Maranhão. Flávio Dino defende que com empenho e novas práticas será revertido, aos poucos, o atual cenário de violência em que está inserido o estado. Para tanto, desde o início da gestão, o governador apresentou esta, entre outras medidas, que deverão recuperar a autoridade do Estado e valorizar os profissionais do setor.

As MPs n° 186 e 187,aprovadas pelo Legislativo, asseguram a minireforma administrativa na estrutura do Estado. O objetivo do governador é aumentar a eficiência da máquina pública e permitir serviços públicos de melhor qualidade à população, a partir da extinção de órgãos públicos que atuavam de forma sobreposta e com a criação de duas novas Secretarias de Estado, a de Transparência e Controle (STC) e a de Agricultura Familiar (SAF).

A reforma visa eliminar gastos desnecessários na máquina pública e traz a redução no número de cargos de primeiro escalão, que caiu para 31, cinco a menos que o governo Roseana Sarney – que foi recorde em criação de secretarias extraordinárias com funções semelhantes. Para efeito de comparação, o governo federal tem um total de 39 cargos na administração direta.

As duas secretarias criadas não provocam aumento nas despesas do Estado, pois os cargos já existiam e foram remanejados da estrutura da Casa Civil. “Mudamos a estrutura do estado sem criar nenhum cargo para dar destaque a dois setores importantes. Um deles é a Agricultura Familiar, responsável pela produção e geração de renda no estado, que agora terá atenção especial do Governo. O segundo é o combate à corrupção e a transparência nas contas públicas, um anseio do povo do Maranhão por respeito com as contas públicas”, relatou o governador Flávio Dino.

Transparência e Combate à Corrupção

A criação da STC revela a preocupação da nova gestão em mudar a postura pública e garantir o fim de privilégios, com o combate rigoroso a corrupção. A pasta, não gerou criação de novos cargos – com exceção do cargo do secretário, ocupado pelo advogado Rodrigo Lago –, já que incorporou em sua estrutura a Controladoria e a Corregedoria Geral do Estado.

Além de desenvolver as competências e incumbências pelos dois órgãos, a STC assistirá direta e imediatamente o governador no âmbito da defesa do patrimônio público, controle interno, auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção, atividades de ouvidoria e ao incremento da transparência da gestão.

“A criação da Secretaria de Transparência é um marco para a Administração Pública, pois visa o controle dos gastos públicos e, principalmente, a transparência no trato da coisa pública. A conduta simboliza uma grande reformulação do controle interno e a verdadeira criação do controle social no âmbito do estado do Maranhão”, defende o secretário de Estado de Transparência e Controle, Rodrigo Lago.

Agricultura Familiar

Atendendo a reivindicações antigas dos trabalhadores rurais dos estados e assegurando o compromisso de valorização do setor, o governador Flávio Dino criou a Secretaria de Agricultura Familiar (SAF). A pasta é direcionada à reestruturação de todo o sistema administrativo de apoio e assistência técnica à agricultura familiar, beneficiando mais de dois milhões de agricultores do Estado.

O secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, defende que a pasta deverá garantir a terra, através da regularização fundiária, assistência técnica e viabilização de projetos, o que resultará no desenvolvimento do Maranhão através da agricultura familiar. “O Maranhão dá um passo importante para o seu desenvolvimento. O governador Flávio Dino cumpre mais um grande compromisso com o desenvolvimento do estado, e a agricultura familiar é uma das molas propulsoras desse desenvolvimento”, aponta Adelmo.

Atendendo a uma necessidade antiga do estado, a SAF prioriza o homem do campo, que mesmo com poucas condições de produção, abastece grande parte dos lares maranhenses.

Edmilson Moura.

NÍVEL DA ÁGUA DO SISTEMA CANTAREIRA VOLTA A SUBIR E ATINGE 10,4%


SÃO PAULO -  Apesar do nível estar crescendo desde o dia 5 de fevereiro de 2015, ainda é considerado crítico. O nível do Sistema Cantareira, principal manancial de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo, voltou a subir neste domingo dia 22 de fevereiro de 2015 passando de 10,2%, ontem, para 10,4%, próximo ao índice que o sistema marcava (10,7%) quando passou a utilizar a segunda cota do volume morto.

Apesar do nível estar crescendo desde o dia 5 de fevereiro, ainda é considerado crítico.

Também aumentaram os níveis dos sistemas Alto Tietê, que passou de 18% para 18,2%, e Rio Claro,  de 35,2% para 35,3%.

Já o nível do sistema Rio Grande caiu de 83,9% para 83,6%.

Nos demais sistemas que abastecem a região metropolitana de São Paulo, o nível do sistema não se alterou em relação a ontem: o Guarapiranga manteve 57,5% de sua capacidade e o Alto Cotia, 36,6%.

Vejam a FÉ e as preses do povo paulistano para Deus, pois parece que o problema da seca de São Paulo já não vai mais existir, Deus é maior e acho que cai por terra a migração dos paulistanos para outros estados ou praças, graças a nosso bom pai que é Deus. Pois já pensou esse povo com sede vir ou ir ao pote.

Edmilson Moura.

O blog imbuído num objetivo comum.

Da serie mostrando as aberrações da administração Carvalho. Mostramos  mais um capitulo do que já virou uma pequena novela, que é a entrada do Bairro do Campo. É como já foi dito aqui no blog, quem atira com a pólvora alheia não toma chegada. Já passou da hora de se tomar uma providencia do desperdício do dinheiro público, especialmente em serviço dessa natureza, um faz  e desmancha  sem a menor lógica, simplesmente por falta de planejamento sem falar na falta de responsabilidade com a coisa pública.  Senhor prefeito veja se dessa vez você manda  concertar essa entrada de Rua com material que condiga com o merecimento do contribuinte gozaguense. Enquanto o prefeito encontra motivo para se alto homenagear, nós vamos mostrando aqui no blog, a realidade da pífia administração Carvalho.  

ENTREVISTA, DE HUMBERTO COUTINHO PRESIDENTE ASSEMBLEIA LEGISLATIVA-MA DIZ QUE ELA É AUTÔNOMA E INDEPENDENTE


O Imparcial

Humberto qual é o principal desafio da sua gestão a frente da Assembleia Legislativa?

Humberto Coutinho - São vários desafios, o primeiro é manter a Assembleia unida. Aqui temos deputados de oposição ao governo, mas queremos buscar a união e o respeito. A oposição terá seu espaço, mas o governo terá a maioria, existindo um respeito entre todos. Eu pretendo manter a discussões no campo democrático, discutindo ideias e não ofensas pessoais. Vamos aprovar as propostas do governo, buscar viver em harmonia entre os poderes, o legislativo, executivo e judiciário.

Como a Assembleia Legislativa vai se comportar em relação a reforma política?

A reforma política é um tema de extrema importância. Para mim o principal, seria a realização de eleições de dois em dois anos, pois ninguém aguenta mais ter esse desgaste em um período tão próximo. Tem de haver uma mudança a partir desse ponto e do tempo de mandato. Deve-se também ter uma redução da quantidade de partidos, hoje são quase 40 e outra infinidade querendo obter registro, isso é um absurdo. Eu acredito que a reforma política deve ser um trabalho em conjunto entre diversos entes políticos e aqui nós estamos prontos para contribuir.

O senhor recebeu 40 dos 42 votos possíveis. O senhor se considera um superpresidente?

De forma alguma. Eu sou um deputado como outro qualquer. Eu estou na presidência, mas meu voto como parlamentar tem a mesma importância que o dos demais. É claro que existe a liturgia do cargo, mas não me acho melhor que ninguém.

E a que se deve esse apoio maciço? O seu poder de articulação, a entrada do governador ou outro fator?

O governador não articulou, mas ele foi simpático a minha candidatura. Ele não pediu voto pra mim, mas acredito que de forma particular ele tenha me ajudado. Mas eu me articulei com os deputados, ganhei a confiança dos deputados e tive muita conversa com os meus colegas parlamentares. Formamos uma grande amizade. Os deputados novos desta Casa confiam em mim. Revelo que foi um grande jogo de cintura garantir o apoio de tantos deputados. E os dois (Andréa Murad e Sousa Neto) que não votaram em mim são meus amigos. Já recebi eles no meu gabinete e deixei bem claro que não irei trata-los com nenhuma diferença em relação aos demais.

O senhor é do PDT, naturalmente contribui para o partido voltar a ser forte no Estado, uma vez que já governou, agora preside a Assembleia. Como é a sua relação com o diretório estadual e como o senhor avalia esse momento da legenda?

Falar de partido é muito complicado. O PDT tem sua história. Jackson Lago era o norte do PDT, foi um dos fundadores, foi eleito prefeito de São Luís e governador do Maranhão. Porém com a morte de Jackson, existiu um vácuo no PDT, inclusive no diretório nacional. O partido tá se encontrando novamente. Tem quatro deputados estaduais, 2 federais e estamos conversando, pra deixar o PDT do tamanho que ele é, ainda mais pela sua história no Maranhão. Naturalmente somos da base de apoio do governador.

Como é a relação do presidente Humberto Coutinho com o governador Flávio Dino?

Excelente. O Flávio é meu amigo. Confio nele. Digo que o Maranhão tem um governador competente. Ele é determinado e trabalhador, tenho certeza que ele vai trabalhar 24 horas para melhorar o nosso estado. Inclusive as suas primeiras ações já demonstram que ele é um governante não diferente, ele não olha apenas para quem votou nele, mas sim para todos. Ele vem lançando programas que vem beneficiando a nossa população, o programa “Mais IDH”, que inclusive beneficia prefeitos que não apoiaram ele. O programa de moradia digna, escola, saúde, educação, tudo isso o Flávio Dino tem feito para promover melhoria nos indicadores sociais. Temos grande esperança!

E como será a postura do parlamento em relação ao governo?

A Assembleia é autônoma e independente. Governo e parlamento são parceiros, mas ambos vão buscar o melhor para o nosso estado, cada um respeitando o seu espaço.

No ano passado, o senhor ficou entre a vida e a morte, hoje o senhor é presidente da Assembleia. O que passa na sua cabeça?

Um ano atrás eu estava em coma. Passar o que passei, por vários médicos, cirurgias e poucos pessoas sabiam, acredito que é uma grande vitória eu ter conquistado a voltar ter minha vida normal. Tudo isso fez eu pensar sobre o modo de viver, valorizar a vida, espiritualmente estou mais forte, pois você muda também a forma de agir. Nessas horas que a gente tem certeza que Deus existe, ainda mais das orações recebidas de parentes, amigos e eleitores. Eu quase não fiz campanha, foi bem reduzida, mas agradeço a todos que me ajudaram. Chegar a presidência dessa Casa, fico imaginando a oportunidade que Deus me deu e a importância que é de comandar esse parlamento. Hoje me sinto muito feliz.

As comissões já estão todas definidas?

Eu não tenho participado dessas reuniões. Como presidente estou sendo apenas comunicado. Dessa forma deixei os deputados e os blocos bem a vontade para definirem entre eles, a composição e liderança. Até porque quem define isso são os partidos e blocos, não o presidente.

Como o recebeu a Assembleia Legislativa da antiga administração?

Muito bem. O Arnaldo Melo entregou a Casa bem administrada e sem problemas financeiros. Não tenho nada do que reclamar. Somente a administração é nova, afinal é um novo presidente, mas não há problemas.

Em relação aos projetos iniciados na gestão passada como a Assembleia Itinerante, o senhor pretende continuar?

Claro. O que é bom deve continuar. Quando terminar o período de chuvas, vamos retomar esse trabalho. Pois devemos lembrar que em 1998 houve a itinerância e infelizmente uns deputados faleceram em acidente. Dessa forma devemos nos preservar. Mas vamos levar nosso trabalho para o interior e contar com o apoio dos parlamentares em suas bases.

Como presidente da Assembleia Legislativa, o senhor tem poder e influência política. Como será sua participação nas eleições municipais de 2016?

Nas minhas bases onde tenho trabalho há mais de 20 anos, vou manter minha atuação, mas não vou invadir a base de ninguém. Aproveito para garantir que irei manter meu trabalho no leste maranhense.

Edmilson Moura

CORRENTE DO BEM! Familiares procuram homem que está desaparecido há 10 anos; Josué é natural de São Luís Gonzaga do Maranhão


Há exatamente uma década, Josué Ferreira Aquino, na época com 30 anos de idade, resolveu abandonar o emprego público que tinha e arriscar a sorte na região sudeste do país. Na bagagem levou algumas peças de roupas, calçados, e muita esperança de obter sucesso na vida profissional e financeira, para quem sabe um dia retornar para próximo de sua mãe e os quatros irmãos com quem convivia na rua Nova, bairro do Campo, em São Luís Gonzaga do Maranhão.

Trabalhador da área da construção civil, Josué, por intermédios de alguns colegas que já moravam na cidade do Rio de Janeiro, não demorou a conseguir trabalho em canteiros de obras.

Pouco tempo depois de deixar sua terra natal, manteve contato telefônico com a família pedindo ajuda financeira para conseguir tirar sua carteira de reservista, no entanto, essa foi a primeira e única vez que os parentes tiveram a oportunidade de conversar com ele.

Dali em diante começava o drama que até hoje amargura, principalmente, o coração da mãe de Josué que teme morrer sem ter a oportunidade de rever seu primogênito.

Com saudade do irmão e bastante preocupada com o estado emocional da mãe, a senhora Zélia Aquino tentou por diversas vezes e diversas formas conseguir alguma pista que pudesse levar ao paradeiro de Josué. Durante todo esse tempo o que ela conseguiu foram informações muito evasivas, como a que foi dada por alguns de seus próprios colegas que afirmaram tê-lo visto na praia, outra vez na Vila dos Bandeirantes, mas isso já na capital paulista.

Como não obteve algo mais concreto até aqui, Zélia resolveu comprar um computador e, consequentemente, pedir ajuda aos milhões de usuários da rede mundial de computadores que diuturnamente têm acesso à informações dos quatros cantos do planeta. Por ter uma considerável audiência devido aos milhares de maranhenses espalhados pelo Brasil, e até de outros países, o Blog do Sérgio Matias foi convidado a engrossar essa corrente do bem que busca saber o paradeiro de Josué Ferreira Aquino, atualmente com 40 anos.

Portanto, quem puder colaborar compartilhando essas informações nas redes sociais ou mesmo se tiver qualquer pista que possa levar a identificar o paradeiro de Josué, pode entrar em contato pelo telefone: (99) 98188-2188 – Falar com Zélia Aquino. Podem também enviar email para blogdosergiomatias@gmail.com ou discar 190 (Polícia Militar).

“Sei que vou encontra-lo, pois ele tem uma promessa de Deus, eu creio que onde estiver o Senhor está cuidando”. (Zélia Aquino).


Do: http://www.blogdosergiomatias.com.br/

Denúncia


Paciente aguardando atendimento no hospital
público de São Luís Gonzaga do Maranhão
O Blog do Sérgio Matias foi procurado por alguns usuários do Sistema Único de Saúde em São Luís Gonzaga do Maranhão que acusam o médico Dr. Ademar Alves de Oliveira (Cirurgião Geral, Ginecologista e Obstetra) de faltar em seus plantões no hospital municipal daquele município 'obrigando' os pacientes a se consultar em uma clinica particular que, segundo informações dos denunciantes, é de sua propriedade e ele atende no mesmo horário que deveria permanecer na unidade de saúde pública. 

O mais grave é que esses mesmos pacientes precisariam desembolsar R$ 100,00 pela consulta e, se for necessário um exame como o ultrassom, são mais R$ 150,00 que saem do bolso do cidadão humilde que já busca socorro na saúde pública justamente por falta de condições financeiras para se tratar no sistema privado, sem contar que, caso se confirme a denúncia, são inúmeras as irregularidades cometidas pelo médico e, consequentemente, pela Secretaria Municipal de Saúde do município de São Luís Gonzaga do Maranhão.
Fachada onde funciona a clínica particular, no
centro de São Luís Gonzaga do Maranhão
EM TEMPO: O espaço está aberto caso o médico ou a própria Secretaria de Saúde queiram se defender, como também, para outros cidadãos de qualquer município maranhense que se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados.


Do: http://www.blogdosergiomatias.com.br/